25 de fev de 2013

Perdidos no Espaço da TV: Cult - Primeiras Impressões

Posted by Aline Guevara On 21:53 0 comentários


Cult é a nova série da CW que aposta em uma trama bem diferente do que as histórias que costumam povoar o canal, como The Vampire Diaries, Hart of Dixie, Gossip Girl, Arrow. Com uma interessante premissa, aparentemente, ela se focaria mais em suspense e menos em casinhos amorosos.

Billy Grimm, líder do culto, e a investigadora Kelly
Cult é um seriado sobre um seriado. Sim, é isso mesmo. Na história vemos uma série, chamada Cult, sobre uma investigadora (Alona Tal, a Jo de Supernatural) que tenta desmascarar o líder de um culto (Robert Knepper) que tem muitos seguidores fanáticos que seguem todas as suas palavras. A própria investigadora fez parte do culto e sabe o quão perigoso este líder pode ser. Voltando para a realidade, este programa faz um imenso sucesso entre o público que além de ficar buscando mensagens subliminares na série, organizam encontros, RPGs, representações das cenas, completamente obcecados. Quando Nate, um desses fãs, desaparece em meio a circunstâncias misteriosas, seu irmão, o jornalista Jeff (Matt Davies) decide investigar por conta própria ao lado da pesquisadora Skye (Jessica Lucas), que trabalha na produção da série.

A série ainda não mostra muito em seu primeiro episódio, servindo mais de apresentação aos personagens e dando apenas uma introdução ao msitério que a envolve, portanto ao final, fica a impressão que o piloto foi meio arrastado. 

Jeff e Skye
Isso não seria um problema se os personagens parecessem promissores, o que não foi o caso. Em um momento do episódio piloto, Jeff conta a Skye que encontrou uma pista deixada pelo irmão que só ele poderia encontrar. Oi? Quer dizer que ninguém poderia encontrar um CD entre duas páginas coladas em um caderno? Que esconderijo sensacional – só que não. O protagonista também mostra o seu "brilhantismo" ao, depois de saber que o tal CD serviria para hackear as informações e passá-las aos seguidores do tal culto, resolver simplesmente abri-lo no próprio notebook. Brilhante, sem sombra de dúvidas. E Skye, que imediatamente virou o braço direito de Jeff, parece estar ali só para servir de interesse amoroso.

Portanto, os personagens estão bem entediantes por enquanto, mas existem possibilidades disso mudar. O passado de Jeff, que foi demitido por inventar fontes e uma reportagem, é interessante, mas não sei se o ator Matt Davies aguenta a construção de um personagem mais complexo.

No entanto, a ideia de inserir uma série dentro de uma série e misturá-las a ponto de você se perguntar o que é "realidade" e o que é ficção dentro de Cult é muito instigante e até rendeu bons momentos no piloto. O destaque vai para a dualidade entre Billy Grimm, o cabeça do culto na série dentro da série, e o ator que o interpreta, aparentemente bem tranquilo. Mas a forma como o personagem olha para a tela intensamente dizendo "Você é o próximo" passa a estranha sensação de estar sendo observado. Isso, e vários outros plots, poderiam render muita coisa boa.


Para quem não sabe, Cult é um projeto antigo, que havia sido encomendado para o The WB, mas acabou engavetado depois que este se uniu ao UPN para a criação da CW. Então a revitalização da série com certeza é uma aposta do canal. Resta saber se ela vai sobreviver à péssima audiência de sua estreia, uma das piores da história da CW.

0 comentários:

Postar um comentário