6 de jan de 2013

Crítica: Detona Ralph

Posted by Bueno Neto On 10:56 0 comentários



Há muito tempo a Disney em suas animações vem encantando as crianças com seus contos de fadas com suas princesas e príncipes encantados. No entanto, o tempo passou e veio a Dreamworks com um ogro verde, Shrek, que desconstruiu os contos de fadas e a forma de fazer animações pensando não só nas crianças, mas também em seus pais com humor discreto para o público adulto. Então ao assistir Detona Ralph encontramos de certa forma um "Shrek" da Disney, não porque este filme tenha piadas discretas voltadas para os adultos, mas porque sua própria ideia temática vem dos clássicos jogos de Arcade dos anos 80, época que os pais de hoje viveram sua adolescência e com certeza passaram horas jogando fichas. Com certeza temos aqui um filme que agrada as crianças e muitos adultos levados pela memória emotiva desses vários jogos que também fazem presença no filme, tanto no tema principal quanto em aparições especiais. Detona Ralph é um filme que agrada todos com histórias leves e diversão garantida.



Na trama, Ralph começa na reunião dos Vilões Anônimos e logo de cara encontramos vários personagens clássicos dos jogos, como M.Bison e Zangief de Street Figther, o Dr. Robotnik de Sonic (que também mostra sua ilustre presença no filme), até o rei koopa Bowser do Mario está presente, entre outros. O problema de Ralph é que seu jogo, "Conserta-Tudo Felix jr", faz 30 anos e ele não encontra nem um pouco de reconhecimento, além de ter que morar no lixo enquanto os outros de seu jogo tem um prédio todo. Quando a reunião dos vilões não o ajuda a sentir-se melhor, nem mesmo o discurso eloquente de um Zangief animado ajuda Ralph a voltar para seu jogo. Ainda por cima, ele dá de cara com uma festa para a qual não foi convidado. Claro que ele aparece na festa, para o desagrado dos moradores, e como consequência da discussão que surge ele se sente desafiado a conseguir uma medalha de herói.

Aqui (o jogo) o filme ganha novas proporções mostrando a jornada de Ralph em conseguir a medalha e que pode transformá-lo em um verdadeiro herói e segue por jogos de tiros em primeira pessoa até jogo de corrida fofo feito para meninas.



Detona Ralph realmente tem muitas qualidades e muitos méritos, porém nenhum é de originalidade. A ideia de "o que os personagens de jogos fazem quando ninguém está olhando" lembra Toy Story; "o personagem faz uma grande jornada só para perceber que era feliz sendo quem era" também é um tema recorrente e clássico da Disney. Mas o filme sabe agradar, seus personagens são carismáticos e sua qualidade gráfica e artística é de muita competência. Quem se lembra dos clássicos jogos de arcade vai ficar muito tempo caçando easter eggs. Detona Ralph é um filme muito divertido, um ótimo "filme pipoca".

Para quem ficou curioso para saber como é o jogo "Conserta-Tudo Felix jr", a Disney presenteou os fãs com o jogo do filme: Conserta Felix Jr.

0 comentários:

Postar um comentário