29 de out de 2012

Perdidos no Espaço da TV: Hunted - Primeiras Impressões

Posted by Aline Guevara On 21:42 0 comentários


Criada por Frank Spotnitz, um dos responsáveis pela cultuada Arquivo X, Hunted é uma nova série britânica produzida para o canal BBC centrada na vida de uma espiã que precisa descobrir quem a está caçando antes que a pessoa complete a missão de matá-la.  No melhor estilo inglês de produzir televisão, a série dá um novo ar às histórias de espionagem.

Samantha (Melissa George) é espiã da agência Bizantium e logo de início percebemos que para ela não há muitos limites quando está trabalhando: na primeira cena da série a vemos protagonizando uma cena de sexo e nos damos conta que, longe de ser um momento pessoal, ela está em missão. Durante uma cena alucinante de ação percebemos a competência da agente - que também é muito eficiente no combate corpo a corpo - e também de sua equipe. 

O fim da missão traz uma reviravolta na história. Sam está tendo um caso com um dos membros da sua equipe e está grávida. Para contar a novidade ao namorado, ela marca um encontro secreto com ele, mas o resultado é desastroso. Ela é emboscada no local, atacada e dada como morta. 

Aidan, ex-namorado de Sam, é um dos
principais suspeitos de tentar matá-la
Para se recuperar, Sam se isola e não revela seu paradeiro a ninguém. Ela sabe que foi traída, talvez pelo próprio namorado, e sabe que se voltar sua vida corre risco. Contando com isso ela volta à Byzantium, depois de passar meses treinando e se preparando, para tentar descobrir a verdade sobre o seu atentado. Sua volta é vista com surpresa pelo antigo grupo que, sem saber da tentativa de homicídio, a recebe de braços abertos e sem fazer perguntas. Cabe a Sam descobrir quais dos rostos aparentemente tranquilos de seus companheiros são de fato inocentes e quais estão escondendo informações.

Em Hunted, a paranoia rola solta. Não dá para confiar em ninguém. E Sam sabe bem disso, o que só aumenta o seu isolamento e desespero para descobrir quem está tentando matá-la e o porquê. E tudo funciona corretamente para que nos apeguemos a personagem e temamos por sua segurança. A série mantém a tensão constante deixando o espectador com os nervos a flor da pele.

O visual da série é muito bem elaborado. Com cores variando do sépia ao azulado, a fotografia mantém a sensação de frieza e crueza comum das séries inglesas. Aliado ao tema de perigo constante de Hunted e da solidão da protagonista, esse estilo funciona muito bem.

Sam em missão com a família Turner
Enquanto acompanhamos Sam em sua busca pela verdade, ao mesmo tempo que procura sobreviver, também vemos a agente em missão, se aproximando do filho e do neto de seu alvo, o inescrupuloso Jack Turner (Patrick Malahide). É muito interessante ver a abordagem inicial da espiã e a forma inteligente como ela se infiltra na família.

Com o pouco apresentado, Hunted já mostrou sua excelência. Seu ótimo elenco, que ainda conta com Stephen Dillane (o Stannis em Game of Thrones) e Adewale Akinnuoye-Agbaje (o Mr. Eko de Lost), ótimo roteiro e boas tramas para explorar, a série deve render. Para quem é fã do gênero, é imperdível.

OBS: O assassino que procura Sam me lembrou muito Anton Chigurh do filme Onde os Fracos Não Têm Vez pela forma inusitada de acabar com as suas vítimas e o jeito de psicopata. O que só me fez temer mais por pela agente.

Porque para ser um bom assassino você deve descobrir meios criativos de matar

0 comentários:

Postar um comentário