6 de ago de 2012

Perdidos no Espaço da TV: Anger Management

Posted by Bueno Neto On 21:42 0 comentários


Charlie Sheen já foi um dos atores mais bem pagos da televisão, com média de 2 milhões de dólares por episódio, e tudo que ele tinha que fazer era interpretar ele mesmo no seriado Two and a half men. Sim, ele mesmo, pois o personagem “Charlie Harper” deste seriado levava um estilo de vida como de Charlie Sheen: mulheres, drogas, muito álcool e prostitutas. Acontece que esse estilo de vida tirou o Charlie do Charlie, pararam uma temporada do seriado para que Sheen fosse para tratamento contra drogas, e brigas com o produtor e criador da série fizeram Charlie Sheen perder o personagem Charlie Harper e seus 2 milhões.

Cada parte resolveu seu lado de uma forma: os produtores de Two and a half men substituíram Charlie por Ashton Kutcher e Sheen encontrou outro Charlie para ele: Charlie Goodson, o protagonista de Anger Management.

A série conta a história de um ex-jogador de beisebol com problemas para controlar a raiva e por isso fere o joelho em um de seus ataques e acaba se tornando um terapeuta especializado no assunto. Entretanto, ele decide retornar para seu próprio tratamento depois de bater de frente com o novo namorado de sua ex-esposa. O problema, no entanto, é que ele está indo para a cama com a única terapeuta em quem ele confia: Kate, sua melhor amiga.

A premissa veio do filme Tratamento de Choque (2003), protagonizado por Jack Nicholson e Adam Sandler, mas realmente não encontramos nada do filme no seriado. Antes da estreia surgiu um interesse para saber como seria a nova série de Sheen. Acontece que o novo Charlie Goodson é tanto Charlie Sheen quanto Charlie Harper era: mulherengo, bebe demais e ainda tem o tão falado problema de controle de raiva, ou seja temos um protagonista sem novidades de um ator que parece interpretar ele mesmo.

O seriado é engraçado, afinal, temos bons atores como Selma Blair (da saga "Hellboy"), Shawnee Smith ("Becker") e a latina Daniela Bobadilla ("Desperate Housewives"), mas acaba sendo mais um sitcom como tantas outras: nem melhor nem pior que, por exemplo, a série que o despediu. Ás vezes é mais engraçado a própria vida pessoal de Charlie Sheen do que seu seriado, ele que já chegou a dizer que bebe sangue de tigre e que é um rockstar de Marte e um Warlock (bruxo). Quem sabe na serie ele não se torna um rockstar de Marte também e realmente dá impulso para Anger Management.

0 comentários:

Postar um comentário