2 de jul de 2012

Perdidos no Espaço da TV: Survivor One World - final de temporada

Posted by Aline Guevara On 14:16 0 comentários




Survivor, o melhor, o mais divertido e mais emocionante reality show da televisão, chega ao fim de sua 24ª edição. One World veio para provar que o programa ainda rende uma ótima temporada e que Mark Burnett pode continuar renovando-o junto com o apresentador Jeff Probst por várias outras.

(Spoilers sobre a temporada, como o vencedor)

Kim, sua linda, se alguém mereceu ganhar, foi você
E não é que a melhor jogadora da temporada conseguiu levar o cheque de um milhão para casa (com um plus de 100 mil dólares por também ser a mais querida entre o público)? Merecidamente, pois Kim fez um jogo perfeito e a falta de neurônios e malícia dos outros participantes não diminui a realização da vencedora.

Esta edição de Survivor se apoiava em uma possibilidade interessante de twist entre os participantes: como indica o subtítulo One World, ambas as equipes dividiriam uma mesma praia antes da fusão e poderiam armar alianças secretas. O que os produtores do programa não contavam é que dividindo as tribos em homens contra mulheres, as rixas de gênero falam mais alto que qualquer estratégia e ficou inviável qualquer movimentação dos participantes. Claro, depois veio o twist de mistura de tribos, mas o “estrago” já estava feito.

Outra coisa é inevitável quando se dividem as tribos pelo gênero. As mulheres necessariamente sofrem por não conseguirem fazer um abrigo decente e fogo enquanto os homens se vangloriam do natural instinto de sobrevivência. Eventualmente, a divisão gera outra coisa: uma aliança feminina imbatível que consegue eliminar os homens só na base da enganação. E não é que depois de 23 temporadas os caras continuam acreditando nas piscadas de olhos e nas promessas feitas por meninas bonitas “Sou eu e você na final”?

Primeiro top 5 da história de Survivor
Portanto não foi muito difícil para a mulherada conseguir formar o primeiro top 5 feminino da história do programa, mas certamente a estratégia foi facilitada graças a presença de Kim tanto na idealização quanto na realização de cada eliminação dos homens e também de mulheres. Com todos, homens e mulheres seguindo-a (aparentemente por ser muito adorável e ter olhos azuis profundos e sinceros – AHAM), cada um acreditando em suas promessas de chegarem juntos na final, Kim sempre receou que alguém enxergasse o óbvio e a eliminasse com um lindo blindside que nunca veio. Dominando o reality socialmente, fisicamente e estrategicamente, é claro que a menina está saltando para a final. A única coisa que a impediria seria um júri amargo e rancoroso a la ratos e cobras, mas o que vimos foi pessoas bem maduras e um resultado absolutamente previsível.

Jonas, um dos caras mais inteligentes dessa edição, reflete a minha opinião sobre as três finalistas: “Sabrina, se isso fosse um concurso de popularidade, você teria o meu voto. Chelsea, você é muito bonita (hahahahahahaha). Kim, seu jogo foi perfeito, meu voto é seu”.

Um final three feliz: Sabrina iludida acha que tem chance, Kim SABE
que ganha e Chelsea simplesmente entrega o prêmio para a amiga
Mas a previsibilidade não é um fator positivo em Survivor, portanto se Kim mereceu vencer, o jogo também se tornou mais chato com a presença dela. As reviravoltas malucas que costumam ter em Survivor não tiveram vez nesse. Definitivamente ela merece voltar a jogar, mas dessa vez com pessoas do seu nível. O tão sonhado All Stars só com vencedores, com Kim dessa vez ao lado de Parvati, Boston Rob, Yul, Todd, Sandra e tantos outros, promete muito.


Troyzan acorda para a vida tarde demais e não consegue
se assegurar somente com colares de imunidade
Apesar de poucos, houve alguns obstáculos para a vencedora. Se Colton, o mais polêmico participante da edição, não tivesse sido evacuado por problemas médicos, a realidade do grupo após a fusão seria outra. Se Troyzan conseguisse vencer todos os desafios de imunidade este também seria uma pedra no sapato de Kim. Alicia quase acorda no momento certo para tirar a estrategista do jogo (e nessa, Tarzan, um dos mais memoráveis participantes de One World, quase escorrega para a final, por mérito próprio), mas prefere continuar a dormir no ponto e é eliminada.

Um dos momentos mais esperados da Reunião, a preview da próxima temporada anuncia uma boa promessa. Survivor Phillippines dividirá os participantes em três tribos e cada uma delas receberá um ex-participante que foi evacuado do jogo por razões médicas. Tudo leva a crer que são Jonathan Penner, de Cook Islands e Micronesia, Mike Skupin, de Australia, e Russel Swan, de Samoa. A ideia é tentar diminuir as chances dos participantes formarem alianças logo no início que continuem fortes até o fim, diminuindo as reviravoltas no programa. Vamos ver se a estratégia dará certo. Que venha logo setembro, que venha logo Phillippines!

Peener is back, bitches!


0 comentários:

Postar um comentário