27 de jun de 2012

Radio Gaga: Yohio - Personagem andrógino faz sucesso no Japão

Posted by Natália Lins On 11:19 0 comentários



Homem ou mulher? Pois é, essa é a grande dúvida que paira quando deparamos com um visual, digamos, nada convencional: o andrógino. Ele provoca furor há muito tempo, talvez hoje cause um pouco menos devido a tantas aparições inusitadas que já tivemos a oportunidade de ver, seja nas ruas ou, na maioria das vezes, na televisão. Mas ainda assim é capaz de nos confundir, esse é o intuito.

Uma cultura muito habituada a brincar com essa temática é a japonesa. Muitas são as bandas que adotam esse Visual Kei (Estilo Visual, em japonês), onde os integrantes muitas vezes são heterossexuais, mas se vestem como mulheres e cantam com suas potentes vozes masculinas.


Há pouco tempo surgiu uma cantora, quer dizer, cantor, que está dando o que falar. Nascido na Suécia, mas falando um japonês impecável, Yohio é a sensação do momento, com apenas 16 anos já se tornou celebridade no Japão. No início se apresentava como garota e nenhum fã havia desconfiado, grande foi a surpresa quando a verdade foi revelada, a delicada cantora de pele clara, cabelos loiros e grandes olhos marcados, que mais parecia ter saído de um mangá,  era um garoto.

O interesse pela cultura japonesa começou na infância, animes, mangás, filmes e desenhos animados japoneses sempre estiveram entre suas preferências. E como membro de uma família de músicos, aos 14 anos decidiu unir seu talento com seus hobbies e criar esse personagem tão insólito. Inicialmente era integrante da banda Seremedy, mas apesar do sucesso do grupo, Yohio tornou-se mais popular que a banda, resolveu então lançar um álbum solo, “Reach the Sky”.


Dominando a guitarra ele faz um som que mescla pop, j-rock e até o full-on, estilo que carrega variações de tons, com grande oscilação entre momentos de euforia e melodias bem trabalhadas. Com forte apelo dançante o som é extrovertido, mas nada que possamos considerar inédito ou exclusivo desta divertida figura.




 

0 comentários:

Postar um comentário