29 de jun de 2012

Head Shot : Magic: The Gathering

Posted by Bueno Neto On 13:28 0 comentários




Imagine o universo infinito e além do universo, incontáveis realidades ou planos que escondem conhecimento e poder. E apenas um Planinauta (PlanesWalker) com grandes poderes mágicos pode caminhar entre esses planos e coletar esse poder, mas existem vários Planinautas, todos preparados para lutar com imenso arsenal de feitiços sob seu comando. Assim se faz a reunião dos mágicos em um duelo de magia pelo infinito multiverso.

Esta é a premissa do jogo de cartas (card game) Magic: The Gathering, no qual o jogador faz o papel do Planinauta em confrontos utilizando cartas como suas magias. Foi Lançado pela Wizards of the Coast, em 1993, uma editora de livros de RPG, e trouxe um novo conceito para os jogos de fantasia, que muitas vezes foi confundido com o o próprio RPG. Mas não confunda, RPG é um jogo de interpretação, Magic é coleção de cards e estratégia.

Combinando o conceito de “trading cards”, equivalente aos nossos tradicionais álbuns de figurinhas com jogos de estratégia, Magic: The Gathering tornou-se a primeira edição de cartas colecionáveis e jogo de estratégia do gênero no mundo. Hoje temos muitos jogos de cards nesse estilo, a maioria baseada em animes e mangas, como card games de Naruto, Pokemon e, claro, Yu GI OH.

Colecionar e jogar Magic leva você a explorar um multiverso de fantasia e a disputar duelos cheios de estratégias e com ajuda da sorte. São muitas coleções e cada uma delas conta a história de um plano, um mundo ou uma realidade inteira. Seus cards mostram suas características, personagens, objetos mágicos e feitiços que o Planiauta utiliza em seus duelos. Se as cartas são suas magias, os baralhos são seus grimórios e é dele que vem seu conhecimento para batalhar e ter a vitória.

Como um jogo de estratégia, ele é baseado em turnos, ou seja, após o turno de um jogador ele passa a vez para o próximo e assim sucessivamente. Cada jogador começa o jogo com um deck de no mínimo 60 cartas e 20 pontos de vida. O objetivo é derrotar o oponente reduzindo os pontos de vida dele a zero. E apesar do jogo ter seu próprio conjunto de regras, cada carta traz em seu texto uma magia que pode conter uma regra que suplante as regras básicas. Assim, a mistura de cartas pode gerar um número quase infinito de combos diferentes para duelar.

Um jogo que mistura coleção, estratégia, sorte e história ideal para quem gosta de jogos que utilizem muito do intelecto.



0 comentários:

Postar um comentário