9 de abr de 2013

Das Prateleiras: A Casa do Lago

Posted by Natália Lins On 22:10 0 comentários


Produção norte-americana dirigida pelo cineasta argentino Alejandro Agresti, A Casa do Lago é um romance baseado em uma história fantástica na qual os personagens se apaixonam e se correspondem com uma diferença temporal de dois anos entre eles. Pode parecer confuso mais o resultado foi muito bom.

A refilmagem do filme sul-coreano Siworae (2000) conta a diferente história de amor entre Kate (Sandra Bullock), uma médica que se muda deixando para trás a casa do lago, onde morou tantos anos, e Alex (Keanu Reeves), um arquiteto cheio de problemas com o pai que muda para a então casa do lago. Por meio das cartas que foram deixadas na caixa de correio, os dois se conhecem e começam a trocar correspondências, porém, logo percebem que a concretização desse amor é praticamente impossível: ele vive em 2004, enquanto ela está em 2006.
 
 


Até aquele espectador mais incrédulo se sentirá atraído pela trama envolvente e bem elaborada. Para todas as situações onde os clichês e a tristeza dos dramas românticos tomariam conta da tela, o drama vem com um toque de humor e deixa a história mais leve e mais fácil de ser digerida.

A química entre Sandra Bullock e Keanu Reeves também contribuiu para o sucesso do longa. Os atores que já haviam estado juntos em Velocidade Máxima (1994) fizeram com que os personagens se tornassem muitas vezes plausíveis para o público e com isso se torna impossível não torcer para que fiquem juntos.
 




Com uma produção tratada com respeito e uma direção fluída, A Casa do Lago se tornou um exemplar de destaque entre as produções do gênero. A situação nada convencional vivida pelo casal serve como metáfora pra um drama real: ambas as partes precisam estar procurando pela mesma coisa quando se encontram, é necessário estar no mesmo "tempo" para que uma relação dê certo.
 

0 comentários:

Postar um comentário