17 de set de 2012

Perdidos no Espaço da TV: The New Normal - Primeiras Impressões

Posted by Aline Guevara On 20:48 0 comentários



Confesso que de todas as séries de comédia que estavam programadas para começar em 2012, The New Normal era a que menos provocava expectativas em mim. Não que eu não goste das produções de Ryan Murphy (Glee, American Horror Story), pelo contrário, mas pela sua sinopse e as imagens divulgadas imaginava que esta seria uma série desinteressante pautada por clichês em relação ao relacionamento homossexual e aqueles que o cercam, e que a gravidez por barriga de aluguel ia dar vazão a situações bizarras. Qual não foi a minha surpresa perceber que não só estava errada em relação as minhas previsões, como o primeiro episódio deste seriado é o meu piloto preferido de todos os que assisti até agora (Go On, Revolution e Elementary).

O casal David e Bryan 
Na série, Bryan (Andrew Rannells) e David (Justin Bartha, de Se Beber Não Case) são um casal feliz e bem estabelecido economicamente, mas querem ter um filho e decidem contratar uma mulher para ser barriga de aluguel e gerar a criança. A "descoberta" de Bryan da vontade de ter um filho é muita engraçada, assim como é tocante a forma como ele convence o parceiro de que eles poderiam ter uma família, como qualquer outro casal.


Enquanto isso, conhecemos Goldie (Georgia King), uma doce garota que engravidou da filha de oito anos, Shania (Bebe Woods) quando tinha apenas 17, e depois disso se viu desistindo de todos os sonhos. Ao abrir os olhos e perceber a vida medíocre a que está presa, ela parte com a filha para Los Angeles, onde decide ser a barriga de aluguel de David e Bryan e, com o dinheiro, voltar a estudar e mudar a sua vida.

Goldie, Shania e Jane
É engraçado perceber que a família de Goldie que, tradicional, é a desestruturada. E quando vemos a conversa entre Bryan e Shania no segundo episódio, ou a responsabilidade de David, é impossível não dizer que eles dariam ótimos pais.

A série tem sim alguns clichês: o gay afeminado, e extremamente divertido, Bryan; a contraparte do casal, David, mais "masculino"; a mulher mais velha extremamente preconceituosa. Mas mesmo esses pontos são bem tratados da série. Bryan e David se completam por suas diferenças e a relação dos dois é linda. Já Jane (Ellen Barkin), a avó de Goldie, faz um humor politicamente incorreto hilário, destacando-se os vários xingamentos originais que ela inventa.

The New Normal mesclou muito bem a fofura, a comédia e a crítica social. A cena em que Bryan leva David ao parque para mostrar as famílias diferentes, que hoje são o "novo normal", é ótima. Ela mostra não só a questão da família com pais homossexuais, mas tantas outras estruturas familiares que muitas vezes são tratadas com preconceito, ainda que estes pais se mostrem muito mais amorosos e desejosos por filhos do que muito casal heterossexual. E no final do piloto, com Bryan, Davia e Shania fazendo uma surpresa para Goldie, parece que eles sugerem ainda um novo tipo de família. Afinal, quando existem sentimentos poderosos que unem as pessoas, porque o fato de não serem do mesmo sangue faria qualquer diferença?


A série pode até desandar futuramente, mas o piloto cumpre muito bem seu papel de apresentar a série. E aqueles que derem uma chance a The New Normal podem se apaixonar por ela.

OBS: A pequena participação de Gwyneth Paltrow no episódio piloto foi fantástica.

0 comentários:

Postar um comentário