27 de jul de 2012

VS the world: Batman - A Queda do Morcego

Posted by Bueno Neto On 21:24 0 comentários



Nas ruas sirenes uivam distantes enquanto Gotham City é tomada pelo crime. O bat-sinal sinaliza que a cidade precisa de seu justiceiro, mas apenas a chuva responde e cai sobre o vigilante que jaz no chão com o corpo gravemente ferido e espírito de luta destruído. É a queda do morcego.

Este é o ápice da saga que nos apresentou Bane e sua cruzada para tomar Gotham e destruir seu cavaleiro das trevas. Foi apresentada em 1993 e foi uma das grandes inspirações de Christopher Nolan em seu filme Batman: O cavaleiro das trevas ressurge. Tamanha importância dessa saga que vamos recontá-la aqui.

Começou com uma onda de incêndios nos bairros de Gotham e nas propriedades Wayne e logo ficou claro o envolvimento do vilão Máscara Negra. O Cavaleiro das Trevas não perde tempo, a investigação é minuciosa e seu trabalho de detetive perfeito: suas descobertas levaram à informação de que a sociedade criminosa do máscara se espalhava por toda cidade. Os atentados às propriedades Wayne se intensificam levando Lucius Fox, diretor das indústrias Wayne e amigo de Bruce a se envolver, porém seu envolvimento o leva ao cárcere nas mãos do vilão. Foi neste ponto que Bruce começa a se exaltar e passa noites vigiando criminosos, não dormindo nem descansando. São os primeiros passos da queda, os primeiros momentos que Batman ignora suas limitações humanas.

Cansado, Batman consegue salvar Lucius, mas a exaustão não permite prender Máscara Negra. Começa uma nova caçada ao vilão, imediatamente ignorando a exaustão e a fadiga. E continua o caminho em direção à queda.

Os dias seguem e prender Máscara Negra vira uma obsessão: Batman segue pistas, mas novos desafios vão surgindo fazendo-o a cada noite levar seu corpo ao limite, a não dormir de dia e fazendo o nariz sangrar com o esforço, até que desmaiar na escada da bat-caverna torna-se seu único sono.

Robin ganha uma missão diferente: treinar Jean-Paul Valley, ex- Anjo vingador Azrael, um garoto inocente no qual foi implantado no subconsciente as habilidades e treinamento de um assassino. Bruce designou esse trabalho para evitar que Valley se tornasse um assassino descontrolado enquanto Bruce procurava até na meditação um alivio para stress físico e mental que se abatia sobre ele. Mas Gotham não dá descanso e o morcego não se dá ao luxo de parar.

É nesse ponto que surge Bane, determinado a tomar Gotham e destruir seu guardião. Mas ele não é um vilão qualquer, ele estuda o morcego, o segue, persegue e desvenda seus maiores segredos. Ele observa Bruce Wayne e sabe que a fachada de playboy é a verdadeira máscara e não o capuz do morcego. Testa-se contra inimigos do próprio Batman, como Crocodilo, a quem quebra os braços.

Bane encontra-se com Batman cara a cara, após acreditar tê-lo entendido depois de muito estudo.


“Você é uma criatura das trevas numa cidade de puro terror e ainda assim você não viola o sexto mandamento. Eu sou Bane e ainda vai gritar meu nome”

Depois de semanas de observação e testando Batman, fazendo-o lutar com vários de seus inimigos clássicos, como Charada, é hora de colocar seu plano em prática. Simultaneamente ele liberta os prisioneiros da prisão Blackgate e do Asilo Arkham, dando liberdade aos maiores inimigos do cavaleiro das trevas. Para alguns ele oferece até meios para espalhar o caos.

Duas-caras, Espantalho , Zsas, Hera Venenosa, Chapeleiro louco, Charada, Ventríloquo e, claro, o Coringa, todos soltos junto com outros ladrões e assassinos. As ruas da cidade viram um inferno com incendiários e Batman ultrapassa seus limites físicos enfrentando cada um deles em batalhas impossíveis.

Bane testou o morcego de todas as maneiras, até mesmo seu parceiro Robin, mas também soube esperar e só enfrentar o Cavaleiro das Trevas depois que ele confrontasse seu maior arqui-inimigo, o Coringa, e o momento havia chego.

Coringa se aliou a Espantalho, raptando o prefeito e o aterrorizando para que este usasse seu poder político pra afundar a cidade totalmente no terror. O prefeito sob o gás do medo demitiu os bombeiros enquanto incendiários queimavam a cidade, enviou todos os policiais em buscas inúteis, deixando os criminosos e loucos sem restrição para seus atos. Batman responde o próprio chamado do Coringa para tentar resgatar o prefeito de suas mãos.

A batalha foi no túnel sob o rio Gotham em meio ao gás do medo do Espantalho e a loucura do palhaço do crime. Batman sai triunfante ao resgatar o prefeito através do túnel afundado pelos vilões, mas mal teve fôlego para aguentar a submersão nem forças para nadar carregando o prefeito desacordado nas costas. Sem forças, mas não desistindo, em um esforço quase sobre-humano salva o prefeito, mas deixa os criminosos escaparem.

Cambaleando, subiu nos telhados exausto e quase desmaia, mas então Bane envia seus maiores aliados um a um para enfrentar o morcego. E um a um Batman os derrota e em meio a dor e o cansaço o herói vai para casa.

Subiu as escadas da bat-caverna só para chegar na mansão Wayne e encontrar Alfred caído ao chão aos pés de Bane. Sem a máscara, Bruce se surpreende ao ver que Bane sabe sua identidade e tem até uma exclamação de medo ao ver o vilão se fortificar com veneno.

“Passei a vida combatendo a loucura e a maldade como a sua e hoje essa guerra invadiu minha casa”




Batman foi até seus limites, durante muito tempo enfrentando a loucura de muitas máscaras e muitos rostos, tantas lutas impossíveis e sangrando há semanas, correndo para morte uma vida toda. Cada músculo tremia. O orgulho deixou de ser seu aliado e colaborou para sua queda, todos os inimigos tiveram parte nisso, mas foi Bane que os manipulou. Mesmo na dor ele não desistiu e não se entregou: deu tudo de si. E no fim um homem mais parecido com um demônio desalmado elevou seu corpo ao alto e o forçou contra seu joelho ferindo gravemente sua coluna... A queda do morcego estava completa.

Em Breve: O Retorno do Morcego



Mais sobre o Morcego:

Vs the world: Batman - A Origem de Bane

Radio Gaga: O som de Hans Zimmer

Das Prateleiras: Batman Begins & The Dark Knight

Crítica: Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge - The Dark Knight Rises

0 comentários:

Postar um comentário