24 de mai de 2012

Era Uma Vez: O Velho e o Mar

Posted by Janaína do Amaral On 20:41 0 comentários


Determinado a acabar com a maré de azar, depois de mais de 80 dias sem conseguir pescar nada, o velho Santiago se lança ao mar. Acaba fisgando um peixe enorme, que mostra uma resistência tão grande quanto o animal, testando os limites do corpo e do espírito do velho homem. Resumidamente, é essa a história do romance mais famoso de Ernest Hemingway, publicado em 1952. A obra garantiu o prêmio Pulitzer ao autor.

É um livro pequeno e rápido de ser lido, e conta ainda com algumas ilustrações. Mesmo a história sendo curta, o autor consegue envolver o leitor. Isso porque, mais que um romance, O velho e o Mar é uma reflexão sobre nós mesmos. Através das palavras eles nos leva a um mar revolto, cheio de reflexões e sentimentos. Trazendo elementos para fazermos considerações sobre o que estamos fazendo de nossa própria vida e sobre quem somos.

Hemingway consegue colocar as palavras de modo a não perder o foco principal, mesmo fora do contexto histórico, as histórias se tornam fonte de inspiração.

Além de ser uma obra muito inspiradora para ler, O Velho e o Mar ganhou adaptações para as telas. No ano 2000, o curta dirigido por Aleksandr Petrov recebeu o Oscar como melhor curta animado. Com um pouco mais de 20 minutos de duração, o trabalhou demorou dois anos para ficar pronto, já que o diretor pintou e fotografou 29 mil frames em quadros de vidro. Vale uma conferida:





Título: O velho e o mar
Autor: Ernest Hemingway

0 comentários:

Postar um comentário