1 de abr de 2013

Perdidos no Espaço da TV: The Walking Dead - final de temporada

Posted by Aline Guevara On 23:30 0 comentários


The Walking Dead chegou ao fim de sua terceira temporada, que após um excelente começo acabou por deixar um gosto amargo em seu último episódio.

(Spoilers do episódio final)

Os primeiros episódios da temporada foram ótimos. O clima da série mudou junto com seus personagens, que ficaram mais urgentes e brutos, moldados pela terríveis situações passadas. Logo em seguida surgiram Michonne e a ameaça do instável Governador, duas peças importantes para a história que estava por vir.

Bem, Michonne só foi ter um certo desenvolvimento no episódio 12, pois antes disso era só uma personagem apática carregando uma espada. Mas o Governador foi o grande astro da temporada e David Morrissey merece todo o crédito por ter criado um personagem tão complexo, simpático e assustador ao mesmo tempo.

A série foi muito bem até o seu hiato no episódio 8, tensa e interessante na medida certa. Mas após a sua volta tivemos uma sucessão de eventos que elevarão as nossas expectativas e nos prepararam... para nada! Sim, porque foi exatamente isso que este final de temporada apresentou, nada. Não que a falta do embate final com o Governador e seus comandados seja ruim, mas para quê criar tanta expectativa então?!

A trama da Andrea, que parecia crescer para se tornar importante na história (talvez misturar os sentimentos do Governador), resultou em nada. Alguns momentos de tensão, mas só. Para no fim a personagem ser descartada. Parece que decidiram acatar as opiniões do público e eliminar de vez aqueles personagens que não estão agradando os fãs: Lori, T-Dog, agora Andrea...

Tudo bem, deu pra perceber que os roteiristas decidiram prolongar o arco da prisão na série e levá-lo para a quarta temporada, portanto teremos mais dos protagonistas dentro dos muros protetores do presídio e a ameaça do Governador, dessa vez tomado pela insanidade. Mas após toda a preparação para o embate entre os sobreviventes do grupo de Rick e Woodbury, é impossível não se sentir um pouco enganada pela série. 

Sempre pensei que o arco da prisão, por tudo o que rendeu na HQ, tinha muito mais história para ser contada do que estava sendo mostrada na série, mas depois de passarem a temporada inteira só focando na preparação da "luta final", a resolução foi decepcionante.

A pressão dos fãs sobre The Walking Dead é tanta que imagino que este é um dos motivos para os roteiristas não aproveitarem direito as suas subtramas e desenvolvimento de personagens, tão bem caracterizados nos quadrinhos, e focarem mais na "ação" nesta temporada. O resultado disso é que vemos muito pouco sendo desenvolvido nestes últimos 16 episódios, especialmente nos últimos. Oh sim, muitos zumbis para lá e para cá, mas história em si, bem pouca.

Para a próxima temporada já deu para perceber que vários personagens novos podem surgir (ou simplesmente mais gente para ser morta), novos relacionamentos que irão modificar o grupo, Tyreese provavelmente ganhará mais destaque e Rick terá que lidar com um Carl que está cada vez mais sombrio.


Posso me surpreender com o próximo ano de The Walking Dead, mas definitivamente vou esperar a quarta temporada com muito menos expectativas do que estava quando a terceira começou.


0 comentários:

Postar um comentário