18 de mar de 2013

Perdidos no Espaço da TV: Vikings - Primeiras Impressões

Posted by Aline Guevara On 23:29 0 comentários


A nova série Vikings, produção do canal History Channel, já chega chamando a atenção. Isso porque as séries épicas com foco no período medieval estão em foco com o sucesso de Game of Thrones. Mas sem o lado fantasia do seriado da HBO, Vikings se matém à realidade para se aprofundar na história dos nórdicos conquistadores.

Ragnar Lothbrok
Ambientada no ano de 793 d. C., a trama acompanha Ragnar Lothbrok (Travis Fimmel), um fazendeiro/guerreiro nórdico que sonha em viajar para o Oeste para encontrar novas terras, novas culturas e, principalmente, novos tesouros. Saqueadores, os vikings esperam o verão para saírem em seus navios para pilhar terrenos alheios e trazer ouro e prata para casa. Mas eles precisam do aval do Lord, o Earl Haraldson (Gabriel Byrne), para definirem o seu destino nas viagens. Mesmo com o discurso entusiasmado de Ragnar, este se recusa a ter a sua vontade confrontada e ordena o saque ao Leste. Para seguir com a sua intenção, o protagonista então tem que desafiar as rígidas leis de seu povo.

Outros personagens já demonstraram que serão importantes na história, como a forte esposa de Ragnar, Lathgertha, o seu irmão invejoso, Rollo, o sacerdote cristão Althestan, que aos poucos ganha a confiança do protagonista, Sigir, a esposa manipuladora do Lord, e Floki, o divertido construtor de navios.

Já deu pra sentir que Ragnar não só terá problemas com o Lord, mas também com Rollo, que se recusa a obedecer as ordens fraternas com uma clara inveja de seu poder. Além disso, já demonstrou que deseja a cunhada e isso com certeza não vai terminar bem.

O Lord e sua esposa, Sigir
Quem espera muita violência e sexo como em Game of Thrones e Spartacus pode se decepcionar. Não que não haja isso em Vikings, mas nada é explícito como nas duas anteriores, muitas das cenas são apenas sugestionadas. As cenas de batalha também já indicaram que este não é o foco da série. Apesar de não serem ruins, elas deixam bastante a desejar.

Como é uma produção do History Channel, a série tem aí uma preocupação histórica. Ragnar Lothbrok (ou Lodbrok) realmente existiu e foi um herói viking que realizou uma série de navegações e pilhagens pela Europa. A sua esposa Lathgertha também é uma personagem histórica, conhecida não só por seu casamento, mas também por ser uma "shieldmaiden", mulher viking que participava de batalhas ao lado de guerreiros. Portanto a série não exagera quando mostra a moça lutando de igual para igual com os homens.

Um outro ponto interessante da série é podermos ver como eram os costumes deste povo, que geralmente não são muito explorados nas nossas aulas na escola, mas tem uma história fascinante. Seu dia a dia, modo de pensar, a religião, seus métodos, etc, tudo isso vem sendo bem inserido em Vikings.

A série não faz muitos rodeios. Logo no segundo episódio vemos as invasões no norte da Inglaterra e o começo da pilhagem dos nórdicos nas tais "terras do Oeste". Por um lado, isso é um artifício importante, já que Vikings pretende cobrir vários anos da vida de Ragnar e não vale a pena ficar presa muito tempo em uma situação. Por outro, dá a impressão de desleixo na produção, quase como se estivéssemos assistindo um documentário que passa os eventos rapidamente para chegar no objetivo. Talvez a produção da série resolva essa impressão negativa com o tempo.

Programada para ter 9 episódios em sua primeira temporada, a série fez uma excelente estreia, com números bem altos para o episódio piloto e mantendo uma boa média nos dois seguintes. 

0 comentários:

Postar um comentário