27 de dez de 2012

Era uma vez: O Guia do Mochileiro das Galáxias

Posted by Thaís Colacino On 23:29 0 comentários

"No início, o Universo foi criado. Isso irritou profundamente muitas pessoas e, no geral, foi encarado como uma péssima ideia."

O Guia do Mochileiro das Galáxias tem escrito em letras garrafais, na parte de trás, a frase "NÃO ENTRE EM PÂNICO"! Afinal, tudo o que você precisará quando o universo acabar é de uma toalha. E saber que a resposta à grande questão sobre a Vida, o Universo e Tudo Mais é 42.

Não entendeu nada? Eu temo pela sua alma. É hora de conhecer a ficção científica cômica intergalática mais famosa e influente que existe, a famosa "trilogia de cinco livros" (que agora são seis) de Douglas Adams.


Na trama do livro conhecemos Arthur Dent, um inglês azarado cuja casa iria ser demolida para a construção de uma rodovia. "Coincidentemente", alienígenas vão destruir a Terra no mesmo momento, também para a construção de uma rodovia na galáxia. Arthur consegue escapar graças à seu amigo, Ford Prefect, na verdade um alienígena que escreve para o famoso Guia, pegando carona em uma das naves.

A partir de então ele conhece Vogons, que fazem poesias horríveis, e encontra o andróide paranóide Marvin, um robô com personalidade depressiva (e melhor personagem de todos); o Presidente Galáctico (e agora fugitivo) Zaphod Beeblebrox, semi-primo de Ford; e Trillian, uma humana que Arthur conhecera em uma festa.

O Guia do Mochileiro das Galáxias é um clássico que explica todos as utilidades de uma toalha (que acabou por criar o Dia da Toalha, comemorado em 25 de Maio), tira sarro da vida cotidiana com exemplos completamente sem noção (como a burocracia dos Vogons), nos apresenta coisas e seres mais malucos ainda (Gerador de Improbabilidade Infinita e Marvin, obviamente), além de deixar uma dúvida no ar, respondida em outro livro da série: por que o vaso de plantas disse "de novo não"?

Então, meus caros, se os golfinhos desaparecerem da Terra, levante seu dedão e procure uma carona, com seu guia e sua toalha em mãos e com o conhecimento do livro sobreviva ao fim do mundo! E agora repitam: "Até mais e Obrigado pelos Peixes!"

0 comentários:

Postar um comentário