18 de dez de 2012

Das Prateleiras: De Pernas pro Ar

Posted by Natália Lins On 15:06 1 comentários

Que Ingrid Guimarães é uma excelente atriz todos já sabiam, mas interpretar pela primeira vez uma protagonista no cinema não é uma tarefa fácil. E foi com maestria que a atriz interpretou ao mesmo tempo o papel da empresária bem sucedida e workaholic, a mulher desempregada e insegura, até a feminista, que levanta a bandeira da liberdade sexual e abre seu próprio negócio, digamos um tanto inusitado, um Sex Shop. Ingrid mostrou que é capaz de vestir as mil e uma facetas da interpretação em De Pernas pro Ar.

A trama foca em Alice (Ingrid Guimarães), uma executiva do setor de marketing de uma grande empresa que vive em busca de promoções e acaba não dando a devida atenção ao filho e ao marido (Bruno Garcia). Após uma irreparável gafe ela é demitida e, como se não bastasse, no mesmo dia descobre que seu marido a deixou. Sem perder muito tempo, Alice se associa a sua vizinha Marcela (Maria Paula), dona de um Sex Shop em decadência. Com o intuito de alavancar os negócios, ela elabora um plano de vendas online para produtos eróticos. E mais uma vez Alice obteve o tão desejado sucesso na carreira profissional.


Uma empresária com a vida sexual abalada pela falta de tempo ao se deparar com milhares de produtos eróticos, dá para imaginar quantas novas descobertas Alice não fez, certo?! E junto com essas descobertas vieram as tiradas muito bem interpretadas por Ingrid, mestre em fazer humor. O restante do elenco também cumpriu seu papel, porém o carisma da protagonista gerou empatia no espectador, o que os deixou em segundo plano.

O trabalho do cineasta carioca Roberto Santucci se distanciou bastante de seus demais filmes, Alucinados e Bellini e a Esfinge, obras que lhe renderam boas críticas e prêmios de peso. Santucci arriscou e acertou, pois, De Pernas pro Ar, um filme feito para rir cumpriu seu papel e tirou muitas gargalhadas do espectador. Nos quesitos técnicos como direção de arte, fotografia e trilha sonora o longa não recebeu grandes destaques, mas também não decepcionou.



Mesmo o centro da trama sendo a busca pelo prazer feminino e a afirmação constante de que toda mulher merece ser feliz e bem sucedida, seja no escritório ou na cama, o tema foi tratado de maneira sutil e respeitosa, sem apelar para o besteirol americano. O carisma da protagonista somado a maneira que foi conduzida o humor dentro de assuntos delicados merecem sua ida à locadora.



1 comentários:

Preciso ver esse filme URGENTE! rsrsrs ainda bem que não contou oq acontece nele... rsrsrs

Postar um comentário