1 de fev de 2013

Head Shot: The Walking Dead - The Game

Posted by Natália Lins On 11:02 2 comentários


Por João Paulo Cordio

 

Não basta ser comparado com Assassin's Creed III, Mass Effect 3 ou Dishonored, tem que ganhar o prêmio de melhor jogo do ano (2012), concedido por Vídeo Game Awards. Esse foi The Walking Dead: The Game, produzido pela TellTale Games, baseado nas HQs escritas por Robert Kirkman e desenhado por Tony Moore (Volumes 1 ao 7, capas até edição 24), que foi substituído por Charlie Adlard (Volumes 8 em diante). O game prende os players pela forma de jogar diferenciada e dinâmica - é como ler um livro e escolher a forma que a história se desenvolve.

The Walking Dead: The Game foi dividido em cinco "episódios". O jogo se inicia com Lee Everett, um professor que cometeu um assassinado e estava a caminho da prisão quando nossos queridinhos mortos-vivos começam a aparecer. Na tentativa de se proteger, ele acaba entrando em uma casa onde conhece Clementine, garota cujos pais estão viajando. Aí meus amigos, é onde a coisa toda começa.


Se é fã da série, creio que apenas ler a próxima linha faria você jogar:
"Que tal conhecer alguns dos integrantes do grupo do Rick antes mesmo deles formarem esse tão famoso grupo?"
Pois é, são coisas que você poderá fazer. Mas, se você já leu todos HQs lançados, ou assistiu todos os episódios até agora, pode ficar tranquilo, pois com toda certeza será surpreendido. Posso até frisar que mesmo após o término do game, se tiver vontade de jogar outra vez ele será um jogo bem diferente. O jogo vai lhe revelando o que acontece baseado em suas escolhas e atitudes. Se soubesse que o cara que você ajudou a salvar, ao invés de deixar pra trás como comida dos walkers, fosse roubar sua comida e da garotinha que você tanto gosta, ainda assim o teria ajudado?

Bom, The Walking Dead: The Game proporciona muitas emoções, raiva, apego, aflição, tensão. Cuidar dos walkers é fácil, afinal todos nós aprendemos que um dano na cabeça é a solução, certo? E quando seus problemas são seres humanos ainda vivos, você também resolveria com um tiro na cabeça? Salvar o melhor amigo ou a namorada? Caso um amigo ou familiar fosse mordido, qual seria a melhor atitude a ser tomada? Conseguiria você acabar com o "sofrimento" deles? Ou, até mesmo, se você fosse mordido, qual sua reação? Contaria para o grupo? Fugiria para a floresta? Acabaria você mesmo com o problema?

Essas são perguntas que o jogo propõe a você e às vezes o faz ter que pensar muito rápido. Suas escolhas fazem o jogo, tornando essa aventura uma experiência única. Como a história é divida em "etapas", ao fim de cada uma a expectativa e a vontade de jogar a próxima só aumentam. Os gráficos do jogo são uma mistura do tridimensional com o visual das HQs. Uma observação para os fãs da série de TV é não estranhar a feição dos personagens conhecidos, já que o game é baseado nos quadrinhos.

Cada personagem do jogo tem sua história, todas interessantes e envolventes. Alguns despertam sentimentos como amor e ódio, outros fazem pequenas aparições e até mesmo os que ajudarão em sua aventura. Mas lembre-se: qualquer atitude sua pode mudar o que acontece e suas falas vão criar laços fortes ou fracos, amizades ou inimizades. O que não devemos esquecer é: em The Walking Dead não deve se apegar a ninguém!

The Walking Dead: The Game não esqueceu que estamos em um apocalipse zumbi, então traz cenas fortes como tripas saindo de corpos, crânios sendo rachados, corpos despedaçados, violência e sangue... O jogo não chega a ser um "Left 4 Dead", porém você poderá encontrar muitas coisas das quais não goste muito e, de quebra, levará alguns sustos.



O game pode ficar um pouco "travado" já que a câmera é fixa e como o jogo depende muito das coisas que você encontra pelo caminho, isso pode dificultar um pouco. Assim como a língua principal é o inglês, logo, para quem não conhece muito o idioma pode encontrar algumas dificuldades. Mas para um bom gamer e fã de The Walking Dead, para quê esperar as legendas, certo? Vamos usar o instinto de sobrevivência zumbi e.... Sobreviver, porque "We are The Walking Dead".


2 comentários:

Agóra deu vontade de jogar... Parabéns pelo post.

Parabéns pelo ótimo post e obrigado por nos deixar curiosos e com vontade de jogar!

Postar um comentário